#

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Tempora in, sunt illum dolore, dolor vel perferendis nisi, sequi laudantium, porro blanditiis voluptatem iure minus. Excepturi quod repellat debitis, quasi mollitia.

ABRAFATI -




Notícias e Artigos

Ver apenas:

Notícias

Publicado em

PRÊMIO DE CIÊNCIA EM TINTAS RECONHECE ESTUDOS INOVADORES, COM FOCO NA SUSTENTABILIDADE

No último dia 12 de dezembro, realizou-se em São Paulo a cerimônia de entrega do 14º Prêmio ABRAFATI-Petrobras de Ciência em Tintas. Os autores de três estudos de alto nível técnico foram reconhecidos, a partir da avaliação feita por uma Comissão Julgadora formada por especialistas da indústria.

O primeiro lugar foi conquistado pelo pesquisador Fernando Codelo Nascimento, do IPEN – Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares, juntamente com sua orientadora, professora doutora Celina Lopes Duarte. O inovador trabalho apresentado teve como tema o tratamento de efluentes de indústria de tintas automotivas, de repintura e industriais por radiação ionizante.

A segunda colocação coube a um grupo de pesquisadores da AkzoNobel, formado por Anderson Nunes Mendes, Gerson dos Santos, Paulo Cesar Lorenceto, Priscilla Yukari Itokawa e Rubens Lira Dias, sob a orientação de Mateo Lazzarin. O trabalho da equipe propõe um novo método de cobertura seca, utilizando o Kaizen, com o objetivo de obter aumento da produtividade, redução de custos, menor geração de resíduos e diminuição da pegada de carbono.

Já o terceiro lugar ficou com o engenheiro químico Tiago Honorato da Silva e seu orientador, o professor doutor Paulo Sérgio Calefi, da Unifran – Universidade de Franca. O estudo teve como bases a química verde e a sustentabilidade para o desenvolvimento de um nanopigmento, mostrando a síntese de metaloftalocianina e sua imobilização em caulim in one step.

No total, 12 estudos concorreram à premiação, que há 25 anos estimula a pesquisa e o desenvolvimento tecnológico da cadeia de tintas, com especial ênfase na sustentabilidade. “Mais uma vez, houve forte interesse dos pesquisadores. São trabalhos científicos com conteúdo original, que representam importantes contribuições para a evolução da cadeia de tintas”, afirma Dilson Ferreira, presidente-executivo da ABRAFATI.

“É uma honra para a Petrobras participar dessa iniciativa, que aproxima a academia e a indústria, além de reforçar o nosso relacionamento com o setor de tintas”, acrescenta Paulo Avelar, gerente de Químicos para Tintas, Adesivos e Borrachas da Petrobras Distribuidora.