Feed de Notícias

Publicado em 16.09.2013/12:09

Norma para vernizes torna mercado mais ordenado

Produtos precisam atender a requisitos estabelecidos para estar em conformidade.

Uma mudança significativa no mercado de vernizes de uso interior foi completada no último dia 02 de setembro, quando a ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) publicou a norma NBR 16211:2013, que especifica os requisitos mínimos de desempenho desses produtos, anteriormente conhecidos no mercado como vernizes copal.

A norma, que entra em vigor no próximo dia 02 de outubro, é especialmente importante por ser uma norma de especificação, estabelecendo que os vernizes de uso interior devem ter um teor de sólidos de no mínimo 40%, um tempo de secagem máximo de 12 horas e brilho mínimo de 80 UBs (unidades de brilho). Além disso, torna-se obrigatório estampar na face principal da embalagem a expressão “Uso Interior” ou a palavra “Interior”.

“Essa norma representa mais uma contribuição para o ordenamento do mercado de tintas imobiliárias. O consumidor será beneficiado, podendo identificar claramente os vernizes que se destinam ao uso interior e têm qualidade reconhecida, sabendo exatamente o resultado que pode esperar de sua aplicação”, afirma Gisele Bonfim, gerente técnica e de Assuntos Ambientais da ABRAFATI.

“É importante destacar que os vernizes de uso interior oferecidos pelos fabricantes que participam do PSQ Tintas Imobiliárias já atendem aos requisitos da nova norma e representam um percentual superior a 85% do total do mercado”, destaca Gisele Bonfim.