Feed de Notícias

Publicado em 07.02.2017/11:51

Governo anuncia ampliação do Programa Minha Casa Minha Vida

Foram definidos aumentos nos limites de renda dos beneficiários e a contratação de 610 mil novas unidades para 2017, em evento que contou com presença destacada dos representantes do setor de construção, cujas propostas têm encontrado forte receptividade.

 

Nesta segunda-feira (06/02), o presidente Michel Temer e o ministro das Cidades, Bruno Araújo, anunciaram mudanças no Programa Minha Casa Minha Vida que o farão avançar com mais força, gerando importantes impactos sociais e econômicos.

As medidas tomadas incluem o aumento da renda máxima para famílias beneficiárias das faixas 1,5, 2 e 3 do programa, assim como a elevação do teto do valor dos imóveis em capitais estaduais. Foi anunciada também a meta de contratar 610 mil unidades em 2017.

Para atender às novas necessidades de financiamento, foram alocados mais R$ 8,5 bilhões, oriundos principalmente do FGTS.

Durante a cerimônia no Palácio do Planalto, que contou com presença expressiva de lideranças do setor de construção – entre as quais Dilson Ferreira, presidente-executivo da ABRAFATI, e Antonio Carlos de Oliveira, presidente-executivo do Sitivesp –, o presidente Temer destacou que se trata de uma combinação virtuosa de estímulo ao setor produtivo com fortalecimento de um programa social da maior relevância. Por sua vez, o ministro Bruno Araújo classificou os novos limites de renda como resultados de um pacto entre o governo e o setor da construção civil, revigorando o programa habitacional.

“Temos encontrado forte receptividade, por parte do governo, às propostas que apresentamos no sentido de estimular a construção civil e fazê-la ocupar papel de destaque na retomada do crescimento. Esse é mais um exemplo, que dinamizará os negócios e contribuirá para o País avançar”, afirma Dilson Ferreira.