Pular para o conteúdo

Extinto o processo antidumping – Resina Epóxi

 

A Dow Sudeste Industrial Ltda., peticionária do processo Antidumping – Resina Epóxi, solicitou ao secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior (MDIC) que encerrasse a investigação para averiguar a existência de dumping nas exportações de resina epóxi líquida para o Brasil. Com isso, o processo de investigação está, para todos os efeitos, extinto.

A decisão foi registrada na Circular no 80 da SECEX, de 30 de dezembro de 2013, e reflete os intensos esforços feitos pelo setor de tintas para evitar a adoção de tal medida.

“Esse posicionamento da Dow vem ao encontro dos anseios da ABRAFATI e das indústrias de tintas, evitando possíveis ônus na cadeia produtiva, principalmente para importantes áreas da atividade econômica, usuárias de tintas, como a indústria automobilística e os projetos de infraestrutura, a manutenção industrial e os segmentos marítimos”, afirma Dilson Ferreira, presidente-executivo da ABRAFATI.

Jorge Fazenda homenageado como Personalidade ABRAFATI

 

No último dia 11 de dezembro, durante o jantar de confraternização da ABRAFATI, foi entregue um merecido reconhecimento a Jorge Fazenda. Ele recebeu o título de Personalidade ABRAFATI, por seu relevante papel, ao longo dos últimos 50 anos, no desenvolvimento do setor e dos profissionais que nele atuam.

Dono de um vasto conhecimento técnico, que sempre colocou a serviço da evolução da cadeia de tintas, Fazenda esteve na linha de frente de discussões e iniciativas que transformaram a sua realidade nas últimas décadas.

A lista das atividades em que esteve e está envolvido é extensa, desde que ingressou, em 1964, na Tintas Coral, onde foi decisivo para o desenvolvimento tecnológico da empresa e de todo o mercado. Ao longo dos anos, colaborou de maneira decisiva nas discussões técnicas e na elaboração e implementação de projetos de grande impacto liderados pela ABRAFATI, como o Congresso Internacional de Tintas, o Programa Setorial da Qualidade – Tintas Imobiliárias, o Prêmio de Ciência em Tintas, o Programa Pintor Profissional, a aprovação da lei que baniu o chumbo das tintas imobiliárias e tantos outros.

Ao mesmo tempo, compartilhou seu saber, ajudando a formar muitos profissionais de alto nível, pela transmissão de ensinamentos no dia a dia e por ter estado à frente de iniciativas como o Curso de Tintas da ABRAFATI e o livro Tintas – Ciência e Tecnologia.

“Dr. Jorge Fazenda vem dedicando sua vida ao engrandecimento da cadeia de tintas, com uma valiosa contribuição para a disseminação de conhecimentos e para que o setor avançasse no rumo da sustentabilidade e da inovação tecnológica”, afirma Dilson Ferreira, presidente-executivo da ABRAFATI. “Agora ele entra em uma nova etapa de sua carreira, encerrando com chave de ouro o período de 13 anos como assessor técnico da ABRAFATI, mas se mantendo como nosso consultor e apoiando o desenvolvimento setorial sustentável, como sempre fez”, acrescenta.

Trabalhos de alto nível concorrem ao Prêmio ABRAFATI

A principal premiação brasileira para estudos ligados ao universo das tintas recebeu a inscrição de diversos trabalhos inéditos, elaborados por especialistas de empresas do setor e do meio acadêmico.

Os estudos apresentados para concorrer à 15ª edição do Prêmio ABRAFATI de Ciência em Tintas têm uma forte preocupação em oferecer soluções inovadoras ligadas à sustentabilidade, à incorporação de novas propriedades às tintas e a melhorias do produto em termos de performance e de custos. Entre os aspectos destacados nas pesquisas estão a utilização de

matérias-primas de fontes renováveis, o aproveitamento de resíduos, a melhoria de características relacionadas à propagação de chamas, a busca de novas soluções para o combate às bactérias e aos fungos.

A avaliação dos trabalhos está sendo feita neste momento, por uma Comissão Julgadora de alto nível, formada por profissionais muito conceituados da cadeia de tintas. Os resultados serão anunciados no início do próximo mês e a cerimônia de premiação acontecerá no dia 11 de dezembro.

ABRAFATI ganha Prêmio Top Anamaco por estímulo à sustentabilidade

Trabalho relacionado à Política Nacional de Resíduos Sólidos e à conscientização do público foi reconhecido.

 

No último dia 19 de novembro, a ABRAFATI recebeu o Prêmio TOP Anamaco 2013, na categoria Sustentabilidade.

A partir da avaliação de um júri formado por grandes personalidades do varejo de materiais de construção, a Associação foi reconhecida pelas atividades de sensibilização e conscientização que desenvolve para estimular as melhores práticas relacionadas à destinação correta de embalagens pós-consumo e ao consumo consciente de tintas.

Alinhado às diretrizes da Política Nacional de Resíduos Sólidos e aos princípios da sustentabilidade defendidos pela ABRAFATI, esse trabalho vêm trazendo expressivos resultados.

No case apresentado, a cartilha “Pintando de todas as cores, sem prejudicar o verde” foi destacada como a principal ferramenta, utilizando conceitos simples e ilustrações didáticas para levar orientação a dezenas de milhares de pessoas que escolhem, compram, aplicam, especificam, revendem e produzem tintas.

“O prêmio é motivo de grande orgulho para nós, reconhecendo o trabalho que fazemos nessa área e estimulando a cadeia de tintas a prosseguir no caminho do desenvolvimento setorial sustentável”, afirma Dilson Ferreira, presidente-executivo da ABRAFATI.

ABRAFATI estimula consumo consciente de tintas

Cartilha mostra como comprar a quantidade correta, evitando sobras e desperdício.

 

Celebrado em 15 de outubro, o Dia Nacional do Consumo Consciente foi instituído para despertar a consciência da sociedade e incentivar práticas mais responsáveis e sustentáveis.

Alinhada com essa proposta, a ABRAFATI vem trabalhando há bastante tempo na sensibilização e conscientização dos públicos que lidam com as tintas, para que a compra do produto seja feita na medida certa, evitando sobras e desperdícios.

Uma das principais ações nessa direção é a cartilha ilustrada “Pintando de todas as cores, sem prejudicar o verde”, distribuída a um público amplo e disponibilizada no website da Associação.

Essa publicação tem como objetivo mostrar ao usuário como calcular corretamente a quantidade necessária e estimular o reaproveitamento da tinta que não foi usada (pela pintura de outros locais, doação a outras pessoas ou instituições etc.), assim como orientar em relação ao descarte correto das embalagens pós-consumo.

“A ABRAFATI trabalha em prol do desenvolvimento setorial sustentável e, por isso, posiciona-se a favor de novos hábitos de consumo. Não queremos que o consumidor compre mais do que o necessário e, ao mesmo tempo, reconhecemos a importância de termos uma sociedade mais exigente, seletiva e bem informada, que escolherá marcas, produtos e serviços de menor impacto ambiental, levando a um futuro melhor para as próximas gerações”, afirma Dilson Ferreira, presidente-executivo da ABRAFATI.

Na ABRAFATI 2013, seminário mostrou avanços relacionados à cura por radiação

Um dos destaques da ABRAFATI 2013 foi o terceiro Seminário ABRAFATI-RadTech South America de Cura por Radiação. Com uma programação mais ampla, envolvendo 11 palestras e um painel, o evento atraiu um público qualificado, interessado em conhecer os principais avanços relacionados a essa tecnologia e os benefícios trazidos por ela, especialmente aqueles ligados à sustentabilidade e à produtividade.

Promovido em conjunto pela RadTech South America e pela ABRAFATI, o seminário contou com a participação de pesquisadores de ponta, que apresentaram os mais recentes desenvolvimentos e as tendências relacionadas à utilização de cura por radiação. Esteve em forte evidência, por exemplo, o tema da transição para as tintas UV aquosas, que trazem benefícios do ponto de vista da sustentabilidade e da saúde ocupacional, tanto para quem produz como para quem as aplica. Outra importante tendência mostrada nas palestras foi a da utilização de lâmpadas do tipo LED, que asseguram maior eficiência energética.

O ponto alto da programação foi o painel sobre o cenário atual e as perspectivas da tecnologia de cura por radiação, que teve a participação de dirigentes das RadTechs das diferentes regiões: Maria Cristina Kobal C. de Carvalho (América do Sul), David Harbourne (EUA), Urs Laeuppi (Europa) e Flora Yuan (China). Ali foram reafirmadas as ótimas perspectivas associadas a essa tecnologia, que incorpora constantemente novos avanços – como os ligados à nanotecnologia – e cuja utilização está em franco crescimento.

“O Seminário agregou valioso conteúdo à ABRAFATI 2013, permitindo conhecer as variadas possibilidades, atuais e futuras, de aplicação da cura por radiação na cadeia de tintas”, afirma Dilson Ferreira, presidente-executivo da ABRAFATI.

Prêmio ABRAFATI: inscrições abertas até 1° de novembro.

 

Pesquisadores que apresentarão trabalhos para concorrer ao 15º Prêmio ABRAFATI de Ciência em Tintas devem se apressar, pois no próximo dia 01 de novembro termina o prazo de inscrição.

Para quem atua em empresas do setor, em instituições de ensino e de pesquisa, é uma oportunidade de obter reconhecimento para seus estudos relacionados às tintas. Os trabalhos devem ser inéditos e priorizar a sustentabilidade, tratando de temas como matérias-primas, produtos, processos, tecnologias, técnicas analíticas, qualidade, proteção ambiental, gerenciamento de resíduos e muitos outros.

Além do prestígio conferido pelo prêmio, os autores dos trabalhos vencedores receberão R$ 12,5 mil, R$ 7,5 mil e R$ 4 mil, respectivamente, para o 1º, 2º e 3º lugares. Promovida pela ABRAFATI, a premiação é a mais importante sobre o tema no Brasil, tendo como objetivo contribuir para a inovação e o desenvolvimento tecnológico do setor.