Pular para o conteúdo

ENIC reúne setor de construção para debater temas-chave

ABRAFATI teve participação destacada no evento, que reafirmou o peso dessa atividade para o crescimento e o desenvolvimento.

Realizado entre 15 e 17 de maio no Rio de Janeiro, o ENIC (Encontro Nacional da Indústria da Construção) reuniu centenas de profissionais ligados à cadeia da construção, que tiveram uma agenda de alta qualidade e repleta de oportunidades de acesso a conteúdos relevantes e de networking.

Refletindo a importância que a construção tem para a indústria de tintas, a ABRAFATI teve uma forte presença no evento, a começar pela participação do presidente de seu Conselho Diretivo, Freddy Carrillo, e de profissionais de seu staff. A Associação patrocinou parte da programação, com foco em sustentabilidade, e fez duas apresentações a um público qualificado, abordando temas como a qualidade das tintas, destacando o trabalho desenvolvido pelo PSQ, e o papel das tintas para a sustentabilidade.

O encontro abriu espaço para a discussão de temas chave para a construção, incluindo a necessidade de investimentos em habitação e infraestrutura para estimular a economia e reduzir carências sociais, a demanda por previsibilidade, segurança jurídica e desburocratização, assim como tópicos voltados para o futuro da atividade, como inovação, cidades inteligentes e digitalização.

Demonstrando a relevância que o setor da construção tem, quatro ministros participaram do evento (Paulo Guedes, Onyx Lorenzoni, Tarcísio Gomes e Ricardo Salles), além do governador do Rio, Wilson Witzel, do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e de diversas outras autoridades federais, estaduais e municipais.

O ENIC foi liderado por José Carlos Martins, presidente da CBIC (Câmara Brasileira da Indústria da Construção) e membro do Conselho Consultivo da ABRAFATI, terminando com saldo extremamente positivo no que se refere à união de esforços e convergência do entendimento quanto à necessidade de fazer o País avançar, tendo a construção como um dos grandes motores do desenvolvimento econômico e social.

Seminário debateu a sustentabilidade na indústria de tintas

Evento passa a ser promovido anualmente, em função da importância primordial que o tema assumiu para o setor.

A Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), que mobiliza as atenções da indústria de tintas nos últimos anos, esteve em forte evidência no Seminário Anual de Sustentabilidade da ABRAFATI, realizado no dia 07 de maio em São Paulo. Ali foi possível conhecer também como o setor enxerga a sustentabilidade dentro de sua estratégia, a partir de um estudo que está sendo desenvolvido para definir os caminhos que serão trilhados nessa área.

A programação de alto nível foi acompanhada por mais de 70 profissionais ligados ao setor, que tiveram uma manhã rica em compartilhamento de informações e reflexões de grande relevância.

O deputado federal Arnaldo Jardim, relator da PNRS e um dos mais respeitados parlamentares do Congresso Nacional, falou sobre os avanços trazidos por essa legislação e os desafios existentes. Destacou a importância da inovação tecnológica para o tratamento desses resíduos, de novos mecanismos para o atendimento da Política e da educação ambiental da sociedade.

Por sua vez, Mario Hirose, diretor do Departamento de Desenvolvimento Sustentável da Fiesp, apresentou o sistema criado por essa instituição para a logística reversa de embalagens, que já está em funcionamento e conta com a adesão de mais de 700 empresas em todo o Brasil.

Já Max Silva, da Fundação Espaço Eco, mostrou os principais pontos do estudo de materialidade e percepção do setor de tintas que está sendo desenvolvido para a ABRAFATI. Esse trabalho visa proporcionar mais clareza em relação aos temas chave em sustentabilidade, como base para nortear o planejamento estratégico da Associação.

Encontro de Brigadas de Emergência reforçou a capacitação e disseminou as melhores práticas

Mais de 100 profissionais, divididos em 13 equipes, participaram das atividades, que envolveram provas simulando situações reais de incêndio, vazamento e resgate de vítima.

 

Realizada no dia 13 de abril, na Rochácara Ecofire, a 12a edição do Encontro ABRAFATI de Brigadas de Emergência trouxe uma importante contribuição para a capacitação e para o compartilhamento das melhores técnicas de prevenção e de atuação em casos de incêndios e outras emergências.

No total, a atividade envolveu 101 profissionais de 13 unidades de empresas associadas (fabricantes e fornecedores de matérias-primas), entre brigadistas e coordenadores. Divididos em equipes – de uma só empresa ou mistas –, os participantes cumpriram um circuito com a simulação de situações reais de incêndio, vazamento e resgate de vítima. Aplicaram seus conhecimentos e as técnicas que treinam periodicamente, com ótimos resultados. Além disso, assistindo às outras equipes, visualizaram procedimentos que podem contribuir para o seu aprimoramento.

Uma das grandes novidades desta edição foi a participação de uma equipe exclusivamente feminina, da PPG de Sumaré, demostrando ótimo domínio das técnicas e comprovando a capacidade das mulheres para serem brigadistas de alto nível. A presença de uma coordenadora na equipe da COIM foi outro destaque que reafirma o movimento em direção à diversidade.

A equipe campeã foi a Sherwin-Williams de Taboão da Serra, seguida pelas equipes A da Axalta e da PPG de Sumaré. O desempenho em geral foi muito positivo, por isso todos os participantes podem se considerar vencedores, pela preparação que mostraram ter e pela preocupação em melhorar sempre, tornando o setor cada vez mais seguro.

Seminário aborda os avanços e a ampliação do escopo do PSQ

Nova etapa do Programa Setorial da Qualidade das Tintas imobiliárias, iniciada em 2018, está gerando resultados positivos e criando novas perspectivas.

A edição 2019 do Seminário Anual PSQ2 realizou-se hoje, em São Paulo, com o objetivo de compartilhar informações sobre como o programa está evoluindo, quais são os resultados alcançados e o que está sendo planejado para os próximos meses.

Estiveram presentes 82 profissionais, ligados majoritariamente às empresas participantes do PSQ, que assistiram a três apresentações de alto impacto. Jairo Cukierman, da Tesis, explicou o que está mudando nas avaliações e no atendimento aos requisitos das normas técnicas, na etapa atual do programa. Por sua vez, o advogado Rafael Baitz detalhou as ações de combate à comercialização de tintas não conformes e os ótimos resultados que vêm sendo obtidos. Em um exemplo de como está se ampliando o campo de ação do programa, sempre com foco na isonomia competitiva, Helcio Honda, sócio da Hondatar Advogados e diretor jurídico da Fiesp, abordou o tema da conformidade tributária, destacando o que a Associação pode fazer para combater práticas desleais e lesivas ao setor.

Durante o evento, foi também anunciada mais uma ação para expandir o alcance e a repercussão do PSQ: a Operação QualiFica, que avaliará mais 200 marcas de tintas a partir das indicações feitas por consumidores via redes sociais.

Em maio inicia-se o Curso de Tintas da ABRAFATI: inscrições já abertas

Aulas teóricas e práticas proporcionam formação e reciclagem de conhecimentos em poucas semanas.

A 32ª edição do Curso de Tecnologia em Tintas da ABRAFATI está agendada para o período de 07 de maio a 15 de junho. Profissionais das áreas técnicas e de gestão de fabricantes de tintas, fornecedores e outras empresas e instituições relacionadas ao setor já podem se inscrever para aproveitar essa importante oportunidade de acesso a conteúdos extremamente relevantes para quem deseja atualizar e ampliar seu conhecimento.

Com um programa desenvolvido de acordo com a realidade da indústria de tintas no Brasil, o curso é reconhecido como ótima opção para, em apenas seis semanas, renovar e aprofundar a capacitação técnica.

Com carga horária de 60 horas de aulas teóricas, realizadas no período noturno, e 40 horas de aulas práticas (aos sábados em período integral), abrange um vasto conteúdo, que vai das matérias-primas e processos até os produtos e suas aplicações, envolvendo tintas das linhas imobiliária, de repintura automotiva, manutenção industrial e em pó. Em cada tema, especialistas do setor utilizam a sua experiência e bagagem técnica para explicar a aplicação prática dos conteúdos, incorporando continuamente as inovações tecnológicas e as tendências mais recentes.

O curso é reconhecido por trazer benefícios diretos para os profissionais e para as empresas, que passam a estar ainda mais preparados para acompanhar e antecipar-se às demandas do mercado. Juntamente com a disseminação de conhecimento, abre oportunidades de interação entre os profissionais, estimulando o intercâmbio de informações e o networking.

Uma vantagem adicional dos participantes é a isenção de custo para a inscrição no Congresso Internacional de Tintas, que se realiza de 01 a 03 de outubro, estimulando a continuidade das atividades de capacitação.

Trabalho do PBQP-H em prol da qualidade completa 20 anos, com resultados muito positivos

Avanços no segmento de materiais de construção, como as tintas imobiliárias, vêm sendo significativos, contribuindo para um mercado mais ordenado e o estímulo à inovação.

No último dia 06 de dezembro, foram comemorados os 20 anos da criação do PBQP-H, Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade do Habitat. O evento ocorreu durante a Reunião do Comitê Nacional de Desenvolvimento Tecnológico da Habitação (CTECH), em Brasília, contando com a presença de lideranças dos diferentes segmentos da indústria de materiais de construção, entre as quais a ABRAFATI, representada por seu presidente-executivo, Antonio Carlos de Oliveira.

Durante a reunião, foi destacado que o PBQP-H vem sendo, desde 1998, um importante instrumento de regulamentação e estímulo ao cumprimento das normas técnicas de materiais de construção, assim como de elevação dos padrões de qualidade desses materiais. Os Programas Setoriais da Qualidade (PSQs) que dele fazem parte – como o de tintas imobiliárias – são essenciais para esses avanços e têm trazido contribuições efetivas. Entre elas, o crescimento do índice de conformidade médio de materiais de construção, que era de 40% em 1998 e já alcançou 80%, percentual que segue aumentando ano a ano.

“Esse Programa, conduzido de forma muito competente pela arquiteta Maria Salette de Carvalho Weber, é um divisor de águas no mercado. Mudou a realidade dos materiais de construção no Brasil, contribuindo para elevar seu nível de qualidade, disseminar o uso das melhores práticas, impulsionar a inovação e a sustentabilidade”, afirmou Antonio Carlos de Oliveira, em discurso no evento. Ele ressaltou ainda que a construção civil e todos os segmentos envolvidos com ela saíram ganhando e, mais importante ainda, foram enormemente beneficiados os indivíduos e famílias que vivem nas moradias construídas, reformadas ou renovadas com o uso de materiais em conformidade com as normas técnicas, produzidos ou importados por fabricantes qualificados pelos diversos PSQs.

Três trabalhos de alto nível e grande relevância técnica vencem a edição 2018 do Prêmio ABRAFATI

Elaborados por pesquisadores ligados ao meio acadêmico e à indústria, estudos inovadores contribuem para o avanço tecnológico.

Entregue no último dia 04 de dezembro, o Prêmio ABRAFATI de Ciência em Tintas reconheceu os autores de três estudos de alto nível técnico, em que a preocupação com a sustentabilidade e a inovação foi destaque.

O primeiro lugar foi conquistado por Angelita Cristiane Saul, mestre em Química pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, e seu orientador, João Henrique Z. dos Santos, professor titular no Departamento de Química Inorgânica da mesma instituição. O estudo que apresentaram intitula-se “Obtenção de microcápsulas aplicadas a smart coatings de proteção anticorrosiva”.

Com o trabalho “Argilominerais saturados com íons férricos aplicados na remoção de corantes e seu reúso como pigmentos de tinta incolor”, classificaram-se em 2o lugar Itamar Antonio Rodrigues, doutorando em Química na Universidade Estadual do Centro-Oeste do Paraná (Unicentro), e seu orientador, Fauze Jacó Anaissi, professor da mesma instituição. Nas últimas quatro edições do Prêmio, em três delas pesquisadores ligados à Unicentro estiveram entre os vencedores, sempre tendo o professor Fauze como orientador, o que revela a dedicação crescente dessa instituição à pesquisa relacionada às tintas.

O 3o lugar ficou com o químico e pesquisador Manuel Julimar Lopes, por seu estudo “Novo agente de cura para resinas Epóxi, com propriedades de aditivo antibolha, composto por 80% de materiais ecologicamente corretos e de fonte renovável”. Proprietário da Lopes Química, o autor tem um histórico vitorioso no Prêmio ABRAFATI, do qual participou pela primeira vez em 2002 (quando conquistou o segundo lugar). Esta foi a quinta vez em que foi premiado.

Assim como os trabalhos premiados nas 18 edições anteriores do Prêmio, os vencedores deste ano trazem contribuições relevantes para o desenvolvimento científico e tecnológico da cadeia de tintas. Isso significa que a premiação, criada 31 anos atrás, segue cumprindo seu papel e impulsionando a pesquisa e a inovação.

Seminário mostra caminhos da inovação em tintas

Pesquisas e desenvolvimentos avançados foram apresentados por especialistas.

Cerca de 80 pessoas participaram ontem (03/12) do seminário Os Caminhos da Inovação em Tintas, promovido pela ABRAFATI, como parte da Semana Inova Indústria, do Senai Mario Amato, em São Bernardo do Campo (SP).

Com uma programação de alto nível, com seis apresentações de especialistas da indústria, de seus fornecedores e do meio acadêmico, o evento proporcionou o acesso a conteúdos e conhecimentos importantes, ao mesmo tempo em que possibilitou a interação e o networking entre os profissionais ligados às tintas.

O leque de temas abordados foi abrangente, envolvendo inovações dos mais diversos tipos e para variadas aplicações. O programa começou com o professor Marcos Fernandes de Oliveira, que tratou do revestimento nanocerâmico na pintura automotiva original, sendo seguido pela apresentação de um novo agente de cura para resinas epóxi, feita por Manuel Julimar Lopes, um dos vencedores da edição 2018 do Prêmio ABRAFATI de Ciência em Tintas. Franklin Jerônimo, líder de Serviços ao Mercado de Repintura Automotiva da PPG, falou sobre as inovações nesse segmento, enquanto Tamara Goes, gerente de Marketing da AkzoNobel, mostrou dois cases recentes da empresa, que revelam que a inovação gera valor. Novos desenvolvimentos em solventes para tintas foram descritos por Caio Molinari, pesquisador sênior da Rhodia Solvay, e Everton Simões Van-Dal, líder de Desenvolvimento de Negócios em Químicos Renováveis da Braskem, relatou os avanços relacionados à química renovável.

A parceria com o Senai Mario Amato – que se mantém há 20 anos, com ótimos resultados, como destacou o seu diretor, Carlos Coelho, logo na abertura do evento – foi fundamental para a realização do seminário. Com ele, o setor teve mais uma ótima oportunidade de compartilhar o trabalho que vem sendo desenvolvido nessa área, assim como de mostrar seu forte comprometimento com o avanço tecnológico.

Na Baixada Santista, ABRAFATI assina Termo de Cooperação Ambiental com Ministério Público de São Paulo

Acordo, que também envolve Abeaço, Prolata Reciclagem e Artesp, implanta sistema de logística reversa de latas de tintas pós-consumo na região.

Foi assinado em Santos, no dia 30 de novembro, um Termo de Cooperação Ambiental para a implantação da logística reversa de latas de tintas pós-consumo em nove municípios da Baixada Santista. O acordo envolve o Ministério Público de São Paulo, por meio do seu Grupo de Atuação Especial de Defesa do Meio Ambiente da Baixada Santista (GAEMA-BS), e as associações que representam fabricantes de tintas (ABRAFATI), fabricantes de embalagens de aço (Abeaço) e revendedores de tintas (Artesp), além da Prolata Reciclagem, responsável pela coordenação do processo que leva ao reaproveitamento do aço em siderúrgicas.

Foi o primeiro documento desse tipo assinado no estado de São Paulo e o segundo em todo o Brasil (no primeiro semestre de 2018, foi assinado termo similar em Mato Grosso do Sul). A Baixada Santista é vista como um caso exemplar, que serve como modelo para outros locais, pois ficou bem estabelecido o princípio da responsabilidade compartilhada para o atendimento das exigências de logística reversa. Isso significa que todos os envolvidos com as tintas – fabricantes da embalagem, fabricantes do produto, distribuidores, varejistas, consumidores e prefeituras (responsáveis pelos serviços públicos de limpeza urbana e pelo manejo de resíduos sólidos) – têm uma parcela de responsabilidade e devem contribuir para que as embalagens pós-consumo tenham uma disposição final adequada.

“A Logística Reversa é uma realidade para todos, e os órgãos de fiscalização estão atentos”, adverte Antonio Carlos de Oliveira, presidente-executivo da ABRAFATI. “O Ministério Público Federal e os Ministérios Públicos Estaduais iniciaram múltiplos inquéritos para identificação de quem cumpre ou não a PNRS, que podem se tornar ações civis públicas ambientais. Temos mostrado o trabalho desenvolvido pela indústria de tintas e assumimos compromissos em avançar ainda mais, como no caso desse termo de cooperação ambiental assinado com o Ministério Público de São Paulo e o GAEMA-BS”, complementa.

Seminário no Ceará destaca importância da qualidade das tintas

Evento atraiu fabricantes, revendedores, fornecedores de matérias-primas e lideranças setoriais.

 

No último dia 27 de novembro, a ABRAFATI promoveu em Fortaleza o Seminário Tinta de Qualidade Reconhecida. Um seleto público, formado por 55 profissionais da cadeia de produção e distribuição de tintas, participou do evento, que contou com o apoio do Sindquímica (Sindicato das Indústrias Químicas, Farmacêuticas e da Destilação e Refinação de Petróleo do Estado do Ceará), da ACOMAC-CE (Associação dos Comerciantes de Materiais de Construção do Ceará) e da FIEC (Federação das Indústrias do Estado do Ceará).

O objetivo foi conscientizar a indústria e o varejo do setor sobre a importância de produzir e comercializar tintas em conformidade com as normas técnicas, que possibilitam que produtos com qualidade reconhecida possam chegar a todos os consumidores brasileiros. Ao mesmo tempo, foi reforçada a mensagem de que um mercado saudável e ordenado é bom para todos, resultando em mais vendas e satisfação dos compradores.

O seminário contou com palestras de Jairo Cukierman, da Tesis Engenharia e Gestão de Programas de Qualidade, e do advogado Rafael Baitz, especialista em Direito do Consumidor, que apresentaram o histórico e os resultados do Programa Setorial da Qualidade de Tintas Imobiliárias (PSQ), assim como os riscos de produzir e de vender tintas fora da conformidade.

Na sequência, um painel reuniu representantes de quatro fabricantes cearenses que participam do PSQ. Paulo Janousek, da Hidracor, Lucas Neto, da Hidrotintas, Josafá Rebouças, da Hipercor, e Daniel Mota, da Fortex, deram seus depoimentos sobre os benefícios que enxergam no programa.

A escolha do Ceará se explica pela forte presença dos fabricantes locais, que respondem por importante parcela do volume das vendas no estado. Outras regiões deverão receber eventos semelhantes, ampliando cada vez mais o alcance do trabalho que vem sendo desenvolvido em prol da qualidade das tintas imobiliárias.