Feed de Notícias

Publicado em 16.05.2014/11:45

ABRAFATI inicia programa de melhoria de qualidade e de sustentabilidade da repintura automotiva

Especialistas participam do Comitê de Tintas da ABNT.

O aprimoramento das tintas de repintura automotiva e dos processos utilizados para a sua aplicação ganhou um importante aliado. No dia 17 de abril, em reunião realizada no Senai Mario Amato, foi instalada a Comissão de Estudos de Tintas para Repintura Automotiva (CE-164:003.01) dentro do CB-164, o Comitê de Tintas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

O foco inicial do trabalho será o estabelecimento de parâmetros para eliminar os metais pesados nas tintas de repintura automotiva, a partir de metodologias internacionais como ISO e ASTM e de estudos desenvolvidos pelo IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas). Tomando como base a diretiva europeia ROHS/2011/65/EU, a Comissão estabelecerá os limites máximos desses metais nas tintas. Em seguida, também tratará da normatização da presença de VOCs (compostos orgânicos voláteis) nessas tintas.

Mostrando a mobilização da cadeia produtiva de repintura automotiva, a reunião de instalação contou com a participação de vários fabricantes de tintas, fornecedores da indústria, revendedores e oficinas mecânicas, assim como de representantes de instituições de ensino e pesquisa. Na ocasião, foram discutidos e aprovados a agenda e o plano de trabalho da comissão para 2014, sendo eleitos Nelson Gimenez, da AkzoNobel, como coordenador da Comissão e Fábio Rosa, da Oxiteno, como secretário.

“É um passo muito importante para que esse segmento atinja os mais avançados padrões em termos de qualidade e sustentabilidade. Acreditamos que, da mesma forma que ocorreu com as tintas imobiliárias, o mercado de tintas de repintura automotiva evoluirá e alcançará um novo patamar, beneficiando o consumidor e contribuindo para o desenvolvimento setorial sustentável”, afirma Gisele Bonfim, gerente técnica da ABRAFATI e chefe de Secretaria do CB-164.