Pular para o conteúdo

Parceria fará setor avançar no atendimento à Política Nacional de Resíduos Sólidos

Lançamento de projeto envolvendo Prolata e ABRECON ocorreu durante a Concrete Show 2017.

O Programa Prolata teve mais um importante avanço no trabalho para atender às exigências da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS).

Durante a Concrete Show, feira realizada de 23 a 25 de agosto em São Paulo, o programa firmou parceria com a Associação Brasileira para Reciclagem de Resíduos da Construção Civil e Demolição – ABRECON, que permitirá ampliar a capilaridade da sua atuação, assim como o volume de latas de aço pós-consumo destinado à reciclagem. Com isso, o setor de tintas, representado pela ABRAFATI, e o de embalagens de aço, representado pela ABEAÇO, fortalecem ainda mais as suas atividades voltadas para o cumprimento da PNRS.

Fazem parte da ABRECON mais de 30 empresas de vários pontos do Brasil que se dedicam à gestão dos resíduos da construção civil e demolição (RCDs), operando como ATTs (áreas de triagem e transbordo) e na produção de agregados reciclados (brita e outros). “Com a Resolução 469/2015 do CONAMA (Conselho Nacional do Meio Ambiente), que incluiu embalagens vazias de tintas imobiliárias na classe B (recicláveis), essas empresas passaram a poder atuar na sua triagem e no seu encaminhamento para uma destinação adequada, contribuindo para o aumento da reciclagem de aço pós-consumo no País”, destaca Maria Rita Demitró, coordenadora de Sustentabilidade e Inovação da ABRAFATI.

O acordo firmado envolve inicialmente um projeto-piloto, com algumas ATTs, que será ampliado ao longo dos próximos meses.

Congresso busca ampliar aproximação da indústria com o meio acadêmico

Alunos de graduação, mestrado e doutorado, assim como professores universitários, terão desconto na inscrição.

A integração entre academia e indústria é considerada essencial para o desenvolvimento tecnológico do setor de tintas. Por isso, a pesquisa vem sendo incentivada pela ABRAFATI por meio de diversas iniciativas, como o Prêmio ABRAFATI de Ciência em Tintas, cuja 18ª edição está sendo promovida este ano. Outra ação efetiva nessa direção é a busca de participação expressiva de especialistas ligados às universidades no Congresso. Como resultado, é cada vez maior o número de estudos de pesquisadores acadêmicos apresentados nas últimas edições do evento.

Neste ano, para que mais professores e estudantes universitários, de graduação e pós-graduação, assistam ao Congresso, foi decidido oferecer um desconto especial a eles na inscrição. Enquanto docentes pagarão metade do valor da inscrição normal, tanto no Congresso quanto no Seminário ABRAFATI-RadTech de Cura por Radiação, os alunos de todos os níveis terão desconto de 75%.

“Com essa medida, estamos buscando ampliar o relacionamento já existente entre as universidades e a indústria de tintas, que vem resultando em importantes estudos e desenvolvimentos. Ao mesmo tempo, queremos incentivar aqueles profissionais das empresas do setor que se empenham em adquirir novos conhecimentos em cursos de graduação e pós-graduação, o que é fundamental para o avanço tecnológico da indústria”, explica Telma Florêncio, diretora de Eventos Corporativos da ABRAFATI.

ABRAFATI 2017: AGREGANDO VALOR ÀS TINTAS

Antonio Carlos de Oliveira *

Todos aqueles que já estiveram em edições anteriores do Congresso Internacional de Tintas e da Exposição Internacional de Fornecedores para Tintas reconhecem o seu importante papel para o desenvolvimento tecnológico e o avanço científico da cadeia de tintas no Brasil e em toda a América Latina, assim como a contribuição que trazem para o crescimento do setor e a abertura de novas frentes de negócios.

Na ABRAFATI 2017, que tem como foco principal as formas de agregar valor às tintas, não será diferente. Com os principais fornecedores globais e locais confirmados como expositores e com uma programação técnico-científica de alto nível, temos uma forte confiança de que esta edição do evento impulsionará a indústria no sentido da inovação e da criação de valor. Milhares de profissionais especializados estarão circulando pelos corredores, estandes e auditórios, criando um ambiente favorável à interação e à discussão de novas ideias, parcerias, negociações, incorporação de novas tecnologias e muito mais.

Nosso Congresso e nossa Exposição estão consolidados entre os principais de seu gênero no mundo, desfrutando de forte credibilidade e reconhecimento. A realização conjunta é ideal para os objetivos a que o evento se propõe, proporcionando as condições ideais para a interação entre os técnicos e gestores, que precisam manter contato para que o avanço científico e tecnológico tenha como consequência uma cadeia de tintas cada vez mais dinâmica, forte, atualizada e sustentável. Ao mesmo tempo, possibilitará uma visão panorâmica e em tempo real de como o futuro da cadeia de tintas está sendo construído.

Merece uma menção especial a abrangente programação técnica, que representam o que de melhor se produz no mundo em termos de pesquisa científica e inovação. Serão 150 estudos de autoria de mais de 200 especialistas, entre conferências, trabalhos na Sessão Pôster, palestras dos seminários sobre Cura por Radiação e sobre Consumo e Uso Responsável de Solventes. Reflexões originais e valiosas sobre grandes temas enriquecerão ainda mais a programação, em três sessões plenárias conduzidas por personalidades nacionais e internacionais que têm muito a dizer sobre o cenário atual e futuro das tintas.

Portanto, um vasto acervo de conhecimentos e novas soluções será disseminado e debatido, permitindo que a evolução da indústria de tintas no Brasil prossiga e se aprofunde. Serão milhares de profissionais qualificados no evento, entre palestrantes, congressistas, visitantes, expositores. Para todos eles, a participação trará benefícios significativos, em função da ampla gama de oportunidades de receber e trocar informações essenciais. Com a ABRAFATI 2017 estamos, portanto, impulsionando a inovação e, em consequência o desenvolvimento e a renovação permanente do setor na região.

Para quem está retraído diante da conjuntura política e econômica atual, recomendo que pense mais no médio e longo prazo. Há um imenso potencial para o crescimento da cadeia de tintas no Brasil, assim como em toda a América Latina, o que abre variadas oportunidades de negócios com as empresas e os profissionais que estarão circulando pelos corredores, estandes e auditórios da ABRAFATI 2017. O Brasil é um dos maiores produtores de tintas do mundo, com mais de 1,5 bilhão de litros anuais e tem consumo per capita baixo, quando comparado a outros países. É, portanto, um mercado que deve ser avaliado com atenção por qualquer player, local ou global.

Por tudo isso, contamos com a sua visita à ABRAFATI 2017, que tem muito a oferecer a você!

————————————————————x————————————————————-

* Artigo publicado originalmente na revista Química & Derivados, edição de agosto/2017

ESTIMULANDO AS VENDAS DE TINTAS NO SEGUNDO SEMESTRE

Antonio Carlos de Oliveira *

 

Tradicionalmente, o segundo semestre é o período em que as vendas de tintas são mais fortes, mesmo em anos de incertezas políticas e econômicas, como o atual. Isso não é novidade para fabricantes, fornecedores de matérias-primas e revendedores de tintas, que sabem que muitas famílias costumam arrumar sua casa nessa época, para receber parentes e amigos em um ambiente mais bonito nas festas de fim de ano – o que frequentemente envolve a pintura de ambientes internos e de fachadas, assim como de móveis e outros elementos de decoração.

A verba extra proveniente do recebimento do 13º salário contribui para isso e também para os cuidados com o carro, envolvendo muitas vezes pequenos reparos que exigem a utilização das tintas de repintura automotiva.

Como já estamos há bastante tempo com vendas abaixo do esperado, não dá para confiar somente no hábito dos consumidores e ficar esperando os pedidos. Essa tradição precisa ser estimulada, adotando-se uma postura proativa.

Fabricantes e revendedores podem e devem desenvolver iniciativas – sempre que possível em conjunto – para que as tintas sejam incluídas nas listas de prioridades dos consumidores. Isso envolve promover fortemente as tintas, destacando os seus atributos e as características positivas associadas à pintura imobiliária: cor, alegria, beleza, decoração, renovação dos ambientes, higiene, proteção e conservação das superfícies pintadas, valorização do imóvel e muito mais. O mesmo vale para as tintas de repintura automotiva e os benefícios que trazem para o veículo, em termos de conservação, valorização e embelezamento, além das possibilidades de diferenciação.

Uma parcela fundamental desse trabalho de encantamento e convencimento dos consumidores cabe aos fabricantes de tintas. Além de ações de propaganda e promoção, eles precisam, com o apoio dos seus fornecedores, continuar investindo em inovação, que resulte no desenvolvimento de tintas cada vez mais avançadas, que cativem e surpreendam o potencial comprador. É a isso que chamamos agregar valor às tintas: incorporar novas características e funcionalidades a elas (como secagem rápida, baixíssimo odor, ação antibactéria etc.), tornar mais fácil a sua aplicação, criar e oferecer utilizações diferenciadas (tintas magnetizadas, tintas que conferem o “efeito lousa” etc.), ter produtos para aplicações específicas (pintura de telhas, azulejos, pisos, gesso, tetos, decks de piscinas, hospitais etc.), inovar nas propriedades adicionais conferidas pelas tintas (com efeitos, por exemplo, na adequação da luminosidade ou da temperatura do ambiente). Tudo isso com qualidade assegurada e seguindo os princípios da sustentabilidade.

Com os esforços que todos os elos da cadeia de tintas já vêm fazendo, e que serão intensificados neste segundo semestre, temos certeza de que chegaremos ao final do ano com um bom resultado em vendas, mantendo a tradição e abrindo o caminho para que 2018 seja melhor.

————————————————————x————————————————————-

* Artigo publicado originalmente na revista Química & Derivados, edição de julho/2017

Comitê Científico destaca elevada qualidade técnica dos trabalhos do Congresso

Programação abrangerá temas atuais e muito relevantes para o futuro da indústria.

Composto por profissionais experientes e com sólida formação, o Comitê Científico do 15º Congresso Internacional de Tintas se debruçou sobre uma quantidade recorde de trabalhos para selecionar aqueles que foram incluídos na programação. A avaliação geral foi muito favorável, indicando que o nível técnico será elevado e muitas pesquisas de caráter inovador estarão em evidência.

Membro do Comitê há muitos anos, José Valdir Guindalini, diretor técnico da Axalta Coating Systems, relata ter notado o crescente nível tecnológico dos trabalhos apresentados a cada edição e destaca o contínuo avanço em temas ligados ao meio ambiente. “Percebe-se também a preocupação com a durabilidade dos revestimentos, com desenvolvimentos que se possam autorreparar, quando danificados”, diz. Ele também chama a atenção para os lançamentos de aditivos inovadores e de novas moléculas de matérias-primas, que possibilitam formulações com melhores desempenhos.

O mesmo entusiasmo é mostrado por Eder Dela Justina, chefe de Desenvolvimento de Tintas Líquidas da WEG Tintas. “Em relação aos temas, chama a atenção a busca por unir tecnologia com sustentabilidade. Por exemplo, vários autores apresentaram estudos relacionados às tintas à base de água ou às matérias-primas de fonte renovável. Certamente teremos uma programação de alto nível, com a participação de profissionais que conhecem a fundo os assuntos sobre os quais falarão”, salienta.

MOMENTO DE TURBINAR AS VENDAS DE TINTAS

Antonio Carlos de Oliveira*

 

Tradicionalmente, o segundo semestre é o período em que as vendas de tintas são mais fortes, mesmo em anos de incertezas políticas e econômicas, como o atual. Isso não é novidade para fabricantes e revendedores, que sabem que muitas famílias costumam arrumar sua casa nessa época, para receber parentes e amigos em um ambiente mais bonito nas festas de fim de ano – o que frequentemente envolve a pintura de ambientes internos e de fachadas, assim como de móveis e outros elementos de decoração.

Como já estamos há bastante tempo com vendas abaixo do esperado, não dá para confiar somente no hábito dos consumidores e ficar esperando os pedidos. Essa tradição precisa ser estimulada, adotando-se uma postura proativa.

Fabricantes e revendedores podem e devem desenvolver iniciativas – sempre que possível em conjunto – para que as tintas sejam incluídas nas listas de prioridades dos consumidores. Isso envolve promover fortemente as tintas, destacando os seus atributos e as características positivas associadas à pintura: cor, alegria, beleza, decoração, renovação dos ambientes, higiene, proteção e conservação das superfícies pintadas, valorização do imóvel e muito mais.

Juntamente com essa argumentação, é necessário ampliar aquilo que já vem sendo feito no sentido de oferecer preço justo, facilidades no pagamento e atendimento de qualidade. Para completar, é preciso contar, nas lojas, com profissionais preparados para orientar e ajudar o seu cliente a encontrar o melhor produto para as suas necessidades e/ou para a realização de seus sonhos. Com treinamento e produção de materiais informativos, os fabricantes podem contribuir muito para essa tarefa.

Como o consumidor quer ver a tinta aplicada – na sua parede, porta, janela ou outra superfície –, a indicação de pintores qualificados é um serviço complementar muito valioso que pode ser prestado ao cliente, contribuindo para que ele saia da loja com todas as possibilidades de ver a sua pintura bem realizada.

Uma parcela fundamental desse trabalho de sedução e convencimento dos consumidores cabe aos fabricantes de tintas. Além de ações de propaganda e promoção, eles precisam continuar ampliando a oferta de produtos cada vez melhores, mais avançados e que tenham o seu valor reconhecido pelos clientes.

Com os esforços que todos os elos da cadeia de tintas já vêm fazendo, e que serão intensificados neste segundo semestre, temos certeza de que chegaremos ao final do ano com um bom resultado em vendas, mantendo a tradição e abrindo o caminho para que 2018 seja melhor.

———————————————————————————————————————

* Artigo publicado originalmente na revista Pintou na Artesp, edição abril-maio-junho 2017

Já está no ar a Revista ABRAFATI 110

Na edição de agosto, Antonio Carlos de Oliveira, novo presidente-executivo da ABRAFATI, comenta os planos de sua gestão, em que a inovação e o aumento da eficiência estarão em destaque. Ele afirma que procurará liderar a equipe da Associação no sentido de explorar ainda mais as competências e os diferenciais do setor, fazendo avançar os programas e atividades existentes e, quando necessário, criando iniciativas para atender a novas demandas e abrir novas oportunidades. Na mesma entrevista, ele fala também sobre os cenários atual e futuro do setor.

E mais:

  • Uma campanha publicitária está em fase final de formatação, com o objetivo de sensibilizar o público sobre os benefícios trazidos pela pintura. Fabricantes e fornecedores de matérias-primas apoiam a iniciativa.
  • A forte presença da inovação no setor será o destaque da ABRAFATI 2017, onde poderão ser vistas soluções relacionadas às formas de agregar valor ao produto, tanto na programação científica como nos estandes, contribuindo para o avanço tecnológico.
  • Membros do Comitê Científico do Congresso Internacional de Tintas avaliam de forma muito favorável os trabalhos que serão apresentados, indicando que o nível técnico será elevado e muitas pesquisas de caráter inovador estarão em evidência.
  • Encontro ABRAFATI de Brigadas de Emergência promove capacitação para a prevenção e a segurança.