Pular para o conteúdo

Petrobras Distribuidora homenageia fabricantes comprometidos com a qualidade

Empresa entregou troféus aos participantes do Programa Setorial da Qualidade.

Uma das principais fornecedoras do setor de tintas, a Petrobras Distribuidora (BR) promoveu a entrega de um reconhecimento a fabricantes de tintas, durante o jantar de confraternização da ABRAFATI, no último dia 07 de dezembro.

O objetivo foi reconhecer as 35 empresas que participam do Programa Setorial da Qualidade – Tintas Imobiliárias (PSQ), reafirmando o apoio da BR a iniciativas que fortaleçam o setor e o seu vínculo com a excelência.

Carlos Alberto Chaves Ferro, gerente executivo de Produtos Químicos, e Paulo Ricardo Rachel de Avelar, gerente de Químicos para Tintas, Adesivos e Borrachas, representaram a BR no evento, fazendo a entrega das homenagens ao lado dos representantes da ABRAFATI: Freddy Carrillo, presidente do Conselho Diretivo, Dilson Ferreira, presidente-executivo, e Gisele Bonfim, coordenadora do PSQ.

 

Fabricantes reconhecidos

  • AkzoNobel
  • Anjo
  • BASF
  • Cartint
  • CD Max
  • Dacar
  • Dovac
  • ECTX
  • Elit
  • Euroamerican
  • Fibra Colt
  • Fortex
  • Hidrotintas
  • Hydronorth
  • Ibratin
  • Irajá
  • JRI
  • Killing
  • Luztol
  • Maza
  • Montana
  • Nacional Arco-Íris
  • Nova Rocha
  • PPG
  • Renner Sayerlack
  • Resicolor
  • Revprol
  • Sherwin-Williams
  • Alessi
  • Hidracor
  • Iquine
  • Real
  • Universo
  • Verbras
  • Vinicolor

Carlos Russo homenageado como Personalidade ABRAFATI

Foi um reconhecimento aos seus 58 anos de valiosa contribuição ao setor de tintas.

No último dia 07 de dezembro, durante o jantar de confraternização da ABRAFATI, Carlos Celso Russo recebeu o título de Personalidade ABRAFATI, por seu relevante papel no desenvolvimento da indústria.

Sempre atento aos aspectos técnicos e às inovações, Carlos dedica-se há 58 anos ao setor, a maior parte dos quais à frente da Adexim-Comexim, empresa que se tornou uma referência no fornecimento de especialidades químicas e de equipamentos para laboratórios, graças à seriedade do trabalho desenvolvido e à decisão de priorizar os produtos top de linha.

Seu cuidado em oferecer o que existe de melhor nessas áreas trouxe uma grande contribuição para o progresso da indústria, pois muitos dos produtos comercializados foram trazidos ao País por ele de forma pioneira, ampliando as possibilidades de formulações, elevando os padrões técnicos e ajudando os fabricantes de tintas a avançar.

Seu apoio ao Congresso e sua participação, desde o início, na Exposição da ABRAFATI estão alinhados a essa preocupação permanente com a excelência e a atualização de conhecimentos. Foi isso que o levou também a promover seminários técnicos com a participação de especialistas de suas representadas.

“Carlos Russo merece ser reconhecido por sua trajetória profissional, que trouxe uma inestimável contribuição à indústria. Sua atuação tem sido extremamente valiosa para o desenvolvimento do setor, impulsionando a inovação nas tintas”, afirma Dilson Ferreira, presidente-executivo da ABRAFATI.

Prêmio ABRAFATI reconhece pesquisas inovadoras

No último dia 07 de dezembro, ocorreu a cerimônia de entrega do 17º Prêmio ABRAFATI de Ciência em Tintas. Foram contemplados os autores de três estudos que se destacaram pelo elevado nível técnico e pela preocupação com a sustentabilidade.

O primeiro lugar coube a um grupo de pesquisadores ligados à Universidade Federal de Pernambuco e à Universidade Federal Rural do mesmo estado, graças a uma pesquisa sobre a adição de resíduos da indústria vinícola na formulação de uma tinta anti-incrustante para aplicação marinha.  Os autores são Patrícia Lopes Barros de Araújo, Telma Maria Guedes da Silva, Kátia Aparecida da Silva Aquino e Elmo Silvano de Araújo, tendo como orientadora a professora Tania Maria Sarmento Silva.

Com o trabalho intitulado “Síntese direta de metil isobutil cetona a partir de isopropanol em catálise heterogênea”, classificaram-se em 2o lugar o estudante de Engenharia Química Carlos Henrique Furtado da Cunha como autor, os professores José Maria Corrêa Bueno e Márcio José da Silva como coautores e o professor André Gustavo Sato como orientador – todos eles ligados às universidades federais de Viçosa e de São Carlos.

O 3o lugar ficou com outro grupo de pesquisadores acadêmicos, ligados à Unicentro, Universidade Estadual do Centro-Oeste do Paraná, por um estudo sobre a transformação de resíduos de alumínio e ferro em pigmentos inorgânicos sintéticos. As autoras são as estudantes de Química Dienifer Fernanda Lopes Horsth e Ketlyn Wolfart Borth, tendo como coautores Mariane Dalpasquale, Filipe Quadros Mariani e Marcelo Muller, sob a orientação do professor Fauze Jacó Anaissi.

“Foram inscritos trabalhos de alto nível, mostrando que no Brasil há muita gente fazendo bons estudos e pesquisas relacionados às tintas. O objetivo do Prêmio, de estimular essa atividade, está sendo plenamente atingido, tendo impacto direto no desenvolvimento científico e tecnológico do nosso setor e na busca de soluções cada vez mais sustentáveis”, afirma Dilson Ferreira, presidente-executivo da ABRAFATI.