Pular para o conteúdo

Congresso internacional de tintas será oportunidade de conhecer inovações tecnológicas e tendências

Tendo a sustentabilidade como tema âncora, mais de uma centena de trabalhos de especialistas de todo o mundo foram selecionados para a programação.

As pesquisas mais relevantes e originais em andamento na cadeia de tintas estarão em destaque na ABRAFATI 2013, que acontece de 21 a 23 de novembro, no Transamérica Expo Center, em São Paulo. Todos os aspectos relacionados direta e indiretamente à formulação do produto estarão contemplados na programação do 13º Congresso Internacional de Tintas, que será, uma vez mais, um espaço privilegiado para conhecer e debater as inovações no setor. A partir da apresentação dos trabalhos dos principais especialistas vindos de todo o mundo, será possível antever os caminhos que levam à tinta do futuro.

Entre as dezenas de papers recebidos para avaliação, o Comitê Científico do Congresso – formado por profissionais experientes e com vasto conhecimento técnico – selecionou 72 para a apresentação oral, durante os três dias do evento (24 a cada dia, em seis auditórios). São esperados cerca de 1.500 congressistas, que poderão se inteirar dos rumos que as pesquisas vêm seguindo e dos desenvolvimentos mais recentes, contemplados na rica e variada programação de palestras. A Sessão Pôster, com algumas dezenas de trabalhos de alto nível, agregará ainda mais conteúdo técnico à ABRAFATI 2013, possibilitando também oportunidades de interagir com os autores.

Ocupando espaço crescente na agenda do setor, a sustentabilidade será um dos grandes guarda-chuvas do Congresso, com diversos estudos analisando e propondo novas soluções para aspectos ligados aos processos de produção e à performance das tintas. A programação propiciará a oportunidade de entender e, ao mesmo tempo, de debater as tintas da nova geração.

Um dos conceitos de grande atualidade presente em praticamente todos os trabalhos é o da ecoeficiência, que significa a combinação de desempenho econômico e ambiental. Isso envolve entregar produtos que satisfaçam as necessidades dos usuários, mantendo a sua competitividade e reduzindo os impactos ambientais em todo o seu ciclo de vida.

O uso racional de matérias-primas e de energia, a busca de opções mais sustentáveis em todos os processos, os cuidados com substâncias potencialmente perigosas, a minimização da geração de resíduos, o reaproveitamento e a reciclagem, a durabilidade das tintas e outros aspectos relacionados a estes são parte fundamental das preocupações dos profissionais que refletem sobre os rumos futuros da cadeia de tintas e trabalham para encontrar as melhores soluções e possibilidades.

As inovações relacionadas às matérias-primas serão exploradas sob diversos ângulos, das propriedades que conferem às tintas aos aprimoramentos na sua produção e utilização. As pesquisas nessa área incluem também a busca de novas alternativas, obtidas a partir de fontes renováveis, entre as quais a cana-de-açúcar e diversas oleaginosas.

Da mesma forma, novos pigmentos – para utilização em tintas imobiliárias, automotivas e industriais – terão presença assegurada nas apresentações, com desenvolvimentos que abrem novas possibilidades e garantem melhores resultados, sempre com aprimoramentos no que se refere à redução do impacto ambiental.

A evolução dos sistemas à base de água é outra tendência que chama a atenção nos trabalhos selecionados. As inovações tecnológicas nessa área são constantes e vêm trazendo importantes ganhos ambientais, sem abrir mão da performance das tintas. Esse tema se conecta a outro, prioritário para a cadeia de tintas, que é a eliminação ou redução das emissões de VOCs (compostos orgânicos voláteis), em que continuam a ocorrer avanços muito relevantes, tanto nas tintas à base de água quanto naquelas à base de solventes.

Merecem destaque, por seu caráter inovador, os vários estudos relacionados à tecnologia de cura por radiação, que serão apresentados no seminário específico sobre o tema, promovido dentro do Congresso, em conjunto com a RadTech South America. Entre os temas a serem abordados estão a transição para tintas UV aquosas, que trazem uma importante contribuição para a sustentabilidade, além de tornarem o processo de aplicação mais simples, com o uso de pistola. Outra tendência que será mostrada é a de substituição de lâmpadas de mercúrio pelas de LED.

Tendo participado, ao longo de todas as edições do Congresso, da avaliação dos trabalhos enviados por pesquisadores de todo o mundo, o químico Jorge Fazenda, consultor científico da
ABRAFATI, usa toda a sua experiência para fazer uma avaliação panorâmica do conteúdo a ser apresentado este ano. Destaca que está consolidada a tendência de que os trabalhos foquem em produtos e processos cada vez mais amigáveis ao meio ambiente e que permitam oferecer respostas às necessidades do consumidor, da sociedade e do mercado. “A sustentabilidade é um tema chave no evento e os trabalhos refletem isso. Entre os grandes drivers da pesquisa atual relacionada às tintas, poderiam ser destacados a redução de VOCs e as inovações nos sistemas base água, que aparecem em inúmeros estudos”, afirma, lembrando ainda que as aplicações da nanotecnologia seguem sendo outra importante vertente do trabalho dos profissionais que se dedicam a pensar e viabilizar a tinta do futuro.

No site, inscrição para o Congresso e credenciamento para visitação

Profissionais interessados em assistir às palestras do 13º Congresso Internacional de Tintas já podem se inscrever no site www.abrafati2013.com.br. A programação preliminar de palestras também pode ser consultada online, assim como informações gerais sobre o evento.  Como na edição anterior, será possível se inscrever para todo o Congresso ou para apenas 1 ou 2 dias. Quem fizer a inscrição antecipada garante descontos.

O processo de credenciamento para a visitação à Exposição também está aberto, no mesmo site, bastando preencher o formulário online. A entrada é gratuita para quem efetuar o credenciamento online antecipado.