#

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Tempora in, sunt illum dolore, dolor vel perferendis nisi, sequi laudantium, porro blanditiis voluptatem iure minus. Excepturi quod repellat debitis, quasi mollitia.

ABRAFATI -




Programas

Outros programas:

Resíduos Sólidos

A ABRAFATI apoia a Política Nacional de Resíduos Sólidos, considerando-a uma legislação avançada e alinhada aos princípios do desenvolvimento sustentável.

Em conjunto com a cadeia produtiva, com o governo e com outros agentes, vem trabalhando para encontrar as melhores soluções relacionadas à destinação correta de embalagens pós-consumo, entre elas o Programa Prolata “mais informações abaixo”.

A ABRAFATI considera as atividades de conscientização indispensáveis para que o sistema de reciclagem funcione de maneira adequada e eficiente, contando com a adesão de consumidores, pintores, revendedores, oficinas e outros públicos. Por isso, há muitos anos desenvolve ações nesse sentido – produzindo materiais de divulgação e disseminando informações por meio de cartilhas sobre o tema. Além do encaminhamento adequado das embalagens, o trabalho de conscientização incentiva a minimização da geração dos resíduos, evitando o desperdício tanto na compra, quanto na própria utilização das tintas.

Conheça aqui o posicionamento da indústria de tintas em relação à Política Nacional de Resíduos Sólidos.

Conheça a cartilha que ensina a evitar sobras e a cuidar das embalagens vazias.

Para obter mais informações ou ter contato direto com a equipe responsável, clique aqui para enviar um e-mail.

Resolução CONAMA nº 469 de 2015 – Reclassificação de embalagens vazias de tintas imobiliárias como resíduos recicláveis e não perigosos

A publicação da Resolução CONAMA nº 469 (em 29 de julho de 2015) altera a Resolução CONAMA nº 307/2002, referente aos resíduos de construção civil. Esta alteração, que foi um importante ganho para o setor, resultou na reclassificação das embalagens vazias de tintas imobiliárias como resíduos “Classe B”, ou seja, dentro da categoria dos resíduos recicláveis e não perigosos.

A Resolução CONAMA nº 469/2015 dispõe ainda que as embalagens de tinta usadas na construção civil serão submetidas a sistema de logística reversa conforme requisitos da Lei no 2.305/2010. Segundo o Decreto 7.404/2010, a logística reversa é instrumento “caracterizado pelo conjunto de ações, procedimentos e meios destinados a viabilizar a coleta e a restituição dos resíduos sólidos ao setor empresarial, para reaproveitamento, em seu ciclo ou em outros ciclos produtivos, ou outra destinação final ambientalmente adequada”. Isso significa que a destinação final determinada para as embalagens vazias de tintas imobiliárias é a reciclagem, devendo os geradores desses resíduos destiná-los conforme a nova classificação da Resolução CONAMA nº 469/2015.

Recomenda-se, assim, que o direcionamento das embalagens siga sendo feito para os canais tradicionais de reciclagem já disponíveis ao público em geral. Vale destacar que essas embalagens, constituídas em geral de aço, possuem um valor de revenda significativo, sendo reaproveitadas no processo produtivo de setores como o siderúrgico.

Acesse aqui a Resolução CONAMA nº 469 de 2015

Programa Prolata
O Prolata Reciclagem é uma instituição sem fins lucrativos, formada por empresas do setor de embalagens de aço, contando com o investimento, o apoio e a expertise técnica da ABEAÇO (Associação Brasileira de Embalagem de Aço) e da ABRAFATI (Associação Brasileira dos Fabricantes de Tintas).

Trata-se de um programa permanente de reciclagem de latas de aço pós-consumo, com prazo de duração indeterminado, cujas principais metas são:

  • Criar subsídios para facilitar o sistema de logística reversa de latas de aço no Brasil;
  • Incrementar o índice de reciclagem de embalagens de aço;
  • Estar de acordo com a PNRS (Política Nacional de Resíduos Sólidos), políticas estaduais e municipais;
  • Formalizar o sistema de reciclagem de latas de aço pós-consumo.

Ao final de 2015, o Programa contava com:

  • Equipe de 20 profissionais;
  • Presença em 22 cidades brasileiras de 11 Estados brasileiros;
  • 1 Centro Prolata para recebimento de grandes volumes de aço localizado no bairro de Pirituba, em São Paulo;
  • 1 PEV – Ponto de Entrega Voluntária inaugurado em junho/2015 (Loja C&C da Nova Tietê, em São Paulo);
  • 52 cooperativas e 1.675 cooperados participantes.

 Além disso, o Prolata propiciou uma série de ganhos sociais, econômicos e ambientais, entre eles:

  • 2.276 toneladas de aço reciclados
  • Redução da pegada ecológica em:
    • 2.595 toneladas de redução de extração de minério de ferro e 351 toneladas de carvão mineral;
    • 5.847 m³ de redução de emissão de gases de efeito estufa, equivalente a 55.104 árvores;
    • 70% de economia de água no processo produtivo do aço.
  • Mais qualidade de vida para 1.675 cooperados (melhor infraestrutura laboral, alimentação e renda).
  • Melhoria de renda em média de 110% em relação à venda de aço.
  • Valorização do trabalho do catador e fortalecimento da sua autoestima.
  • Capacitação profissional e maior produtividade das cooperativas parceiras.

 Para mais informações, acesse o site: www.prolata.com.br



WordPress Video Lightbox Plugin